sábado, 2 de janeiro de 2010

O discípulo e sua verdadeira família


E, falando ele ainda à multidão, eis que estavam fora sua mãe e seus irmãos, pretendendo falar-lhe. E disse-lhe alguém: Eis que estão ali fora tua mãe e teus irmãos, que querem falar-te. Ele, porém, respondendo, disse ao que lhe falara: Quem é minha mãe? E quem são meus irmãos? E, estendendo a sua mão para os seus discípulos, disse: Eis aqui minha mãe e meus irmãos; Porque, qualquer que fizer a vontade de meu Pai que está nos céus, este é meu irmão, e irmã e mãe.”

Mateus 12.46-50

Você já parou para considerar as palavras do Senhor Jesus nesta passagem? Prestou atenção ao ensinamento do Mestre? Gostaria de comentar com você, neste início de um novo ano, sobre a verdadeira família daqueles que fazem a vontade de Deus. Note que, respondendo ao que lhe informara de que sua mãe e seus irmãos estavam querendo falar com Ele, Jesus aponta para os discípulos e responde que ali estava sua mãe e seus irmãos, ou seja, ali estava a sua verdadeira família.

Adiantamos esclarecendo de que de nenhuma forma estamos afirmando de que a Bíblia manda desprezar aos nossos familiares pelo fato de que agora estamos em Cristo. De outra forma, estaríamos diante de uma grande incoerência, porque Jesus nos manda a pregar-lhes o Evangelho. Somente a dizer que, o Senhor afirmou de que aqueles que procuram fazer a vontade do Pai, são verdadeiramente nossos familiares. Em Efésios 2.19b diz que somos da família de Deus, Romanos 8.14-17 diz que recebemos o Espírito de adoção de filhos, portanto somos filhos de Deus, 1 João 3.1,2 diz que agora somos filhos de Deus, o escritor aos Hebreus no cap. 2 versos 11 e 12, diz que Jesus não se envergonha de ser reconhecido como nosso irmão. Bastam estas passagens, dentre outras, para nos identificar plenamente. O discípulo de Jesus deve então ter em alta consideração a sua família espiritual porque esta é a vontade do Pai. E como em toda família, poderão haver dissabores, mas, tudo deve ser conduzido conforme as instruções que o Senhor deixou-nos em Sua Palavra. Todos nós estamos aprendendo dia-a-dia a ser cada vez mais parecidos com o Senhor Jesus Cristo, por isso é que estamos em um caminho de discipulado.

Quanto à nossa família biológica, também devemos demonstrar grande amor por eles. Alcançá-los com a mensagem do Reino de Deus deve ser uma de nossas prioridades. Mas não esqueçamos o que Jesus disse sobre o relacionamento daqueles que agora Lhe seguem em relação aos seus familiares: Porque eu vim por em dissensão o homem contra o seu pai, e a filha contra sua mãe, e a nora contra a sua sogra; E assim os inimigos do homem serão os seus familiares. Quem ama o pai e a mãe mais do que a mim não é digno de mim; e quem ama o filho ou a filha mais do que a mim não é digno de mim” (Mt 10.35-37). A fé em Jesus é capaz de promover uma ruptura na estrutura familiar. Quem optar em seguir os passos do Mestre poderá sofrer oposição ferrenha dentro de sua própria casa. Estejamos portanto prevenidos quanto a esta verdade.

Devemos portanto sempre avaliar o custo do discipulado. Ser discípulo de Jesus não é fácil. Ás vezes o preço é muito alto. Muitos desistem. Não perseveram até o fim. Ou, encaram a senda do discipulado de maneira leviana ou de forma infantilizada. Pode ser que você esteja exatamente em situação de dificuldades em sua casa, entre sua parentela. Continue a amá-los e não desanime com a oposição, creia que você está agora na família de Deus e está no melhor lugar do mundo que é exatamente na posição de filho de Deus e irmão de Jesus. Ele disse que ao que vencer, esse se assentará com Ele em Seu trono (Ap 3.21), além de várias outras promessas aos vencedores (leia o que Ele prometeu ainda em Ap 2.7; 10,11; 17; 26-28; 3.4,5; 12).

Avalie então o custo de sua vida de discípulo. Re-avalie, se for necessário. Avalie ainda uma outra vez, se assim considerares necessário.

O mesmo quero fazer. Aliás, acredito que é algo não somente para o início de um novo ano, mas é algo para fazermos em contínuo, leia 2 Co 13.5.

Deus abençoe você discípulo de Jesus neste novo ano (1 Co 16.13).

Um comentário:

-Oto- disse...

Que o Senhor Jesus possa esta abençoando cada vez mais o seu blos, e podendo assim esta edificando os outros

O Discípulo e as Bênçãos da Salvação

Das muitas, inumeráveis e abundantes reflexões que a Palavra de Deus proporciona a todos nós, discípulos de Cristo, está o que concerne...