sábado, 3 de abril de 2010

Fracassos previsíveis na vida de um discípulo (2)


Continuando nossa análise de possíveis fracassos na vida do discípulo de Jesus Cristo, queremos nesta oportunidade falar sobre a falta de leitura bíblica.

Todo cristão deveria idealmente ter a Palavra de Deus em alta conta pois que ela demonstra cabalmente a vontade do Senhor para nossas vidas. O Senhor Jesus mesmo tinha a Bíblia de seu tempo, a Torah, o Antigo Testamento, como Sua única regra de fé e prática (Mt 5.17,18). No geral, o judeu examinava as Escrituras, porque como disse o próprio Jesus em Jo 5.39, eles julgavam ter nelas a vida eterna.

Se Jesus era um assíduo leitor da Bíblia, e por conseguinte seus compatriotas judeus, que dizer então da cristandade hodierna que, em muitos lugares tem substituído o exame das Escrituras por coisas de somenos importância? O crescimento do crente na fé em Deus, o conhecimento da vontade divina para sua vida, dá-se exatamente pela leitura e estudo constante das Escrituras do AT e NT. O apóstolo Paulo, outro exemplo notável de um fervoroso leitor da Bíblia (além do que, pela inspiração do Espírito Santo, veio a tornar-se o maior dos escritores do NT, com 13 epístolas de sua autoria, 14 se for possível considerarmos também aos Hebreus), ensina ao seu discípulo Timóteo e, por conseguinte, a todos nós em 1 Tm 4.13: "Persiste em ler, exortar e ensinar, até que eu vá."

Bíblia é para ser lida todos os dias. Bíblia é para ser crida e memorizada. Bíblia é para ser meditada. Bíblia é para conhecer-se a vontade de Deus e ter a vida transformada.

Muitos fazem uma leitura superficial e apressada do texto bíblico. O discípulo de Cristo não pode entrar no espírito apressado deste século, onde tudo é instantâneo, tudo tem que ser num estalar de dedos. Não é assim com as coisas de Deus e muito menos na leitura bíblica.

Fracassa o crente em sua espiritualidade, em sua vida de serviço ao Senhor, se ele não mantém a prática, o compromisso, de ler a Bíblia todos os dias. Esta leitura, de caráter devocional, deve também ser equilibrada com uma leitura mais aprofundada, procurando o sentido das palavras em seu contexto, tendo como auxílios uma concordância ou chave bíblica, um dicionário, outras versões bíblicas além da que costuma utilizar.

O Espírito Santo utiliza as Escrituras para nos lapidar, para nos corrigir, para nos orientar e para nos consolar também. Mostra-nos a Sua vontade para nossas vidas e de que como podemos agradar ao nosso Pai celestial (2 Tm 3.16). Mostra em que estamos errando, que devemos abandonar nossas práticas pecaminosas, que devemos nos aproximar de Deus em oração pelos méritos de Jesus conquistados na cruz do Calvário.

Desta forma, se assim procedermos, escaparemos de um desastre espiritual. Satanás não deseja que leiamos a Bíblia, porque nela está afirmada sua derrota pela obra realizada de Jesus na cruz, e nela está também registrada seu destino final, o lago de fogo. O diabo odeia as Escrituras e tentou, obviamente distorcendo o sentido das palavras de Deus, fazer com que nosso Senhor Jesus Cristo a distorcesse na tentação no deserto (Mt 4.1-11 e Lc 4.1-13). Mas Jesus, manejando corretamente a espada do Espírito (2 Tm 2.15; Ef 6.17) logrou alcançar vitória na tentação.

Este é o ensinamento para nós hoje. Deve o discípulo de Jesus ler a Bíblia diuturnamente. É a maneira eficaz de permanecer, junto com a prática da oração abordada na semana anterior, firme no apertado caminho que o conduzirá à vida eterna (Mt 7.13, 14).

Que o Senhor abençoe você e que muitos frutos em sua vida surjam pelo seu zelo em permanecer na prática da leitura bíblica diária. Esta é a vontade de Deus, que possamos dizer como o salmista: "Oh! quanto amo a tua lei! É a minha meditação em todo o dia" (Sl 119.97).

Na próxima semana discorreremos sobre DEIXANDO A NOSSA CONGREGAÇÃO.

Fique na Paz do Senhor.

2 comentários:

Calebe disse...

A leitura deve ser um dos nossos bons hábitos. Se não nos alimentarmos da palavra recoremos a outros alimentos que nao saciam a alma. Aqui em casa temos o costume de ler um capitulo da Biblia por dia e fazer uma oração juntos. Mas como vocÊ mesmo comentou, nao adianta fazer uma leitura superficial e apressada temos que sentir o gosto da comida, mastigar devagar...

Que Deus abençoe

Observatório Teológico disse...

Exatamente meu irmão, até porque o processo digestivo começa precisamente com um lenta mastigação, assim é também com a Palavra de DEUS, nada de pressa em sua leitura e meditação, vamos fugir do espírito característico de nossa época que é a pressa, Deus abençoe sua vida.

O Discípulo e as Bênçãos da Salvação

Das muitas, inumeráveis e abundantes reflexões que a Palavra de Deus proporciona a todos nós, discípulos de Cristo, está o que concerne...