domingo, 28 de março de 2010

Fracassos previsíveis na vida de um discípulo (1)


Iniciaremos nesta oportunidade, uma série de mensagens sobre algumas práticas importantes que o discípulo de Cristo deixa de fazer e que contribuem para que tenha uma vida abaixo daquilo que Deus planejou para ele. E de fato, é certo o esmorecimento na vida de fé daqueles que deixam de lado certas coisas básicas, essenciais. Anteriormente, já falamos destas práticas na vida cristã, mas as abordaremos agora sob outro foco.

Começaremos com A AUSÊNCIA DA PRÁTICA DA ORAÇÃO.

Fracassaremos sim, em nossa vida de discípulos de Cristo se não O buscarmos em oração. É tão fundamental para a vida da alma como respirar o é para a vida física. Destarte, o Senhor Jesus viveu em oração, estando assim em plena comunhão com o Pai, e muito falou sobre a importância desta prática. Seu exemplo é essencial para compreendermos esta dimensão em nossas vidas. Quando o crente não ora ou ora muito pouco, a fraqueza, a falta de direção e a vida na carne são destaque em sua conduta. E isto é fracassar. Cortejamos a derrota quando não fazemos da vida de oração algo constante e contínuo em nosso viver.

No Evangelho de Mateus cap. 5.5-13, no Sermão do Monte, Jesus ensina publicamente sobre a oração. Ali encontramos as diretrizes básicas para um efetivo exercício da oração. Não devemos orar para sermos vistos, para que os outros nos admirem pela nossa “espiritualidade”, deveremos nos recolher a um lugar separado; não deveremos usar de vãs repetições; e orando, os cinco elementos essenciais da oração devem estar presentes: Ação de graças, petição, confissão, intercessão e adoração.

Se não orarmos viveremos em hipocrisia. Semelhantes aos sepulcros caiados, como disse Jesus em relação ao fariseus seremos (Mt 23.27,28). Não gozaremos da doce e inefável comunhão com o Senhor Deus, como o próprio Jesus gozava (Jo 8.55). Jesus conhecia o Pai e o Pai O conhecia em virtude desta comunhão cultivada em oração. Deus deseja conhecer-nos também intimamente. E para isso, é fundamental e imprescindível uma vida de oração.

Na escolha dos doze apóstolos, Jesus subiu ao monte e passou a noite em oração ao Pai (Lc 6.12). Aqui aprendemos que aquele que deseja fazer a obra de Deus, deve buscar sempre sua direção em oração. Jesus foi direcionado pelo Espírito Santo de Deus para escolher aqueles que estariam mais intimamente Consigo em Seu ministério. Se o discípulo de Cristo não buscar a Deus em oração, mas mesmo assim deseja fazer Sua obra, estará buscando para si um ministério frustrado e infrutífero.

Enfim, sob todas as formas e maneiras, o fracasso vai acontecer se o crente não orar a Deus. Se não cultivar uma vida devocional diária onde possa buscar ao Senhor, apresentando diante do trono da Majestade divina suas petições, confessando seus pecados, intercendo por seus semelhantes, adorando-O na beleza de Sua santidade e agradecendo-O por tudo.

O apóstolo Paulo, depois do Senhor Jesus, era um exemplo no que tange a ter vida de oração. E ele ensina em Ef 6.18: Orando em todo o tempo com toda oração e súplica no Espírito, e vigiando nisto com toda perseverança e súplica por todos os santos”, lemos também em 1Ts 5.17: Orai sem cessar.”

A vida de Jesus foi vitoriosa, a vida do apóstolo Paulo e dos demais apóstolos também, em virtude da prática de oração. O discípulo de Jesus deve fazer da oração uma prática de excelência e jamais cortejar a derrota ou fracasso por falta de zelo na oração. E sua derrocada será certa se não buscar de todo o coração ao Senhor: E buscar-me-eis, e me achareis, quando me buscardes com todo o vosso coração. E serei achado de vós, diz o Senhor” (Jr 29.1314a).

Na próxima semana: FALTA DE LEITURA BÍBLICA.

Fique na Paz do Senhor.

2 comentários:

Sonia disse...

Excelente esta série sobre fracassos previsíveis na vida de um discípulo. Eu estava precisando muito desse estudo. Encontrei as respostas para as minhas perguntas sobre minha vida espiritual. Que Deus continue abençoando abundantemente.

Observatório Teológico disse...

E eu oro para que o Senhor Jesus mais e mais possa abençoá-la Sonia, fique descansada na paz do Senhor.

Cicero Ramos

O Discípulo e as Bênçãos da Salvação

Das muitas, inumeráveis e abundantes reflexões que a Palavra de Deus proporciona a todos nós, discípulos de Cristo, está o que concerne...