Quatro disciplinas essenciais para os discípulos de Cristo


Atos 2.42: "E perseveravam na doutrina dos apóstolos, e na comunhão, e no partir do pão, e nas orações."

Todos sabemos que a primitiva igreja em Jerusalém, muito embora não fosse perfeita (de uma vez por todas, perfeição aqui na Terra é realmente uma utopia), sinaliza para nós hoje muitos predicativos porque o Espírito Santo atuava efetivamente na condução e crescimento dela e aqueles irmãos gozavam de uma alegria e um poder que poucas vezes vemos nas igrejas de hoje.

Nós também discípulos de Cristo como eles, podemos e devemos aprender com aqueles irmãos. Desnecessário dizer que, o fato de estar registrado no livro de Atos a vida daquela comunidade de discípulos e irmãos, já é motivo mais do que suficiente para atentarmos em tudo o que o Espírito Santo mandou Lucas registrar por escrito para que pudéssemos ler, meditar e aprender.

No versículo em epígrafe, de fato encontramos quatro disciplinas espirituais que são essenciais em nosso caminhar com Jesus. 

A primeira refere-se à "doutrina dos apóstolos". O ensino ministrado pelos apóstolos foi fundamental para a saúde da igreja em Jerusalém. Era um ensino não somente teórico, mas calcado em vivência, em praticidade. Com autoridade e com muitos sinais e maravilhas, os apóstolos viviam e ensinavam a doutrina cristã conforme  o Cristo ressurreto havia dito que deveriam fazer (Mt 28.19,20).

A segunda refere-se à "comunhão" que exige o compromisso fiel de permanecermos juntos mesmo que aconteçam conflitos, opiniões diversas e relacionamentos complicados entre os discípulos. A palavra comunhão é composta de outras duas, comum e união e nos ensina que deveremos ser unidos de tal maneira que teremos todas as coisas em comum. É uma disciplina difícil a ser considerada, posto que todos somos fundamentalmente egoístas. O compartilhar tudo o que sou e o que tenho com as outras pessoas, para ser algo verdadeiramente real, deve estar acompanhado de uma profunda e mui íntima relação com nosso Senhor Jesus Cristo.   

A terceira, o "partir do pão". Aqui refere-se propriamente à Ceia do Senhor, posto que mais adiante no verso 46, ocorre a distinção para explicar de que eles faziam suas refeições juntos. A Ceia do Senhor era considerada a atividade central das reuniões da primitiva igreja. Participa-se de Cristo na Ceia (Jo 6.51-58), porque de forma simbólica e sacramental, comemos do pão - Sua carne, e bebemos do vinho - Seu sangue. Isto fala de união com Cristo e estar unido a Cristo significa salvação. Os discípulos da primitiva igreja tinha isso em alta conta, e conosco não pode ser diferente.

A quarta e última disciplina que queremos considerar são as "orações". A igreja em Jerusalém era uma igreja de oração. Oravam juntos e durante muito tempo. Não se tratava aqui de orações esporádicas ou de curta duração, de alguns minutos apenas, mas logo após a ascenção de Jesus, os apóstolos , as mulheres e Maria, mãe de Jesus estavam reunidos no Cenáculo e perseveraram unanimemente em oração e súplicas (At 1.14), até que foram batizados com o Espírito Santo. O texto em 2.42 diz claramente que eles perseveravam em oração. Forte ênfase era dada portanto à oração coletiva, a oração dos discípulos reunidos (At 4.24-31; 12.5,12). A oração fervorosa e coletiva deveria ser algo muito vivo e característico quando os discípulos de Jesus se reunissem para adorá-Lo.      

Estas são portanto as disciplinas básicas e elementares que encontramos no livro de Atos concernente à primitiva igreja de Jerusalém. Nós, discípulos de Jesus no século 21, faremos bem em observar estes ensinos preciosos e importantes para nosso crescimento espiritual. O ensino da Palavra de Deus, a comunhão entre irmãos, participação na Ceia do Senhor e uma vida de oração não só individual mas coletiva também, nos levarão a glorificar ainda mais a  Jesus Cristo, nosso Mestre e Senhor e serão um testemunho para o mundo de um povo diferente, um povo transformado pelo poder de Deus.

Querido e amado discípulo, tome para si esse ensinamento. Sejamos como os crentes da primitiva igreja, perseveremos nessas coisas. Para a maior glória de Jesus, amém.  


Comentários

LUARAUJO disse…
MUITO BOA ,GOSTEI MUITO GOSTO DE APRENDER SEMPRE SOBRE A PALAVRA DE DEUS .O LIVRO DE ATOS RETRATA A VIDA DO SER HUMANO DE HOJE ,MUITOS QUEREM SER DICIPULOS SEM TEREM QUE SE PROSTAR DIANTE DO PAI ..
Obrigado por sua presença aqui conosco Lu, não só o livro de Atos mas toda a Palavra de Deus nos ensina tudo o que é necessário para nosso bem viver. Que Deus te abençoe muitíssimo!
Eu vou escrever um comentário mais tarde...posso adiantar que é de elogios sobre o tema escolhido...
Amém caro Otoniel, importante é saber que vc está sendo edificado, o que muito nos alegra, pois a Palavra de Deus jamais volta vazia!

Postagens mais visitadas deste blog

O embaraço e o pecado na vida do discípulo

O legado do pietismo e do puritanismo para o discipulado cristão

Quando Deus quer nos falar, Ele nos leva ao deserto