domingo, 7 de fevereiro de 2010

Contatos imediatos para crescer em Cristo


No mundo, as pessoas procuram umas às outras porque o ser humano é gregário por natureza. Aprecia-se naturalmente o contato com o outro porque de alguma forma, sabemos que isto nos beneficia, nos completa e nos caracteriza enquanto homens e mulheres. Como crentes em Cristo, muito a Bíblia tem a dizer sobre esta característica implementada por Deus em cada um de nós. Enquanto no mundo, os relacionamentos, embora procurados, embora almejados, tem na efemeridade muitas vezes sua marca essencial. O homem, porque é pecador, é também um individualista porque é egocêntrico. E os relacionamentos com isso tendem a ser conflitivos.

Isto também perpassa na Igreja. Não somos tão diferentes do mundo nestes aspectos. O fato de termos aceitado a Jesus Cristo como nosso Senhor e Salvador pessoal, não faz com que automaticamente sejamos curados de nossas muitas ambiguidades e falhas de caráter. Mas é exatamente no Evangelho que encontramos a cura substancial dessas mazelas de nossa alma. E essa cura passa por relacionamentos saudáveis, verdadeiros e duradouros.

Esse tipo de relacionamento é terapêutico para a alma humana porque, estando em Cristo, há a ação benigna do Espírito Santo em cada um de nós (Fp 1.6). Os contatos imediatos a que me referi no título, referem-se a termos uma vida cristã pautada pelo cultivo pleno de relacionamentos, interagindo uns com os outros e isto desde o início de nossa caminhada na fé cristã. Cristãos há que, só depois de muito tempo, quando o fazem, é que procuram caminhar na companhia de outros igualmente discípulos como ele. Penso que não é assim que Deus intentou que andássemos.

Vejo como modelar, a vida de Jesus em companhia dos doze. Durante três anos, houve um contato contínuo entre Mestre e discípulos. O Senhor deu atenção individual a cada um, não só na chamada como no discipulado que se seguiu. Veja algumas características indesejáveis que haviam naqueles discípulos posto que eram humanos como nós. Eles eram:

1.Imaturos
2.Impulsivos
3.Pecadores
4.Perplexos
5.Ignorantes
6.Cheios de Preconceitos
7.Instáveis

Você consegue se ver em algumas destas características? Eu consigo. Me vejo plenamente porque somos todos iguais. Por isso, a Palavra de Deus fala assim em Pv 27.17: "Como o ferro com ferro se aguça, assim o homem o rosto de seu amigo." Ou seja, mantendo nossos contatos com outros no Corpo de Cristo, aprendemos de fato uns com os outros. O discipulado cristão genuíno proporciona aperfeiçoamentos em nosso caráter.

Crescimento é imprescindível a todos nós. Indubitavelmente, os doze cresceram muito em seu caráter nos três anos em que estiveram sob o contato imediato de Jesus. Judas, mesmo vindo a perder-se, certamente viu e ouviu lições maravilhosas para sua vida mas que infelizmente não encontraram espaço em seu endurecido coração.

O propósito de Deus, nunca é demais lembrar é que "seguindo a verdade em amor, cresçamos em tudo naquele que é a cabeça, Cristo" (Ef 4.15). É mesmo necessário que haja uma conjugação de esforços na Igreja, sob a direção do Espírito Santo, para que o crescimento aconteça de acordo com o modelo bíblico. É inconcebível alguém vir a decidir-se por Cristo e seu crescimento posterior ficar relegado a esporádicos contatos com outros cristãos nos ambientes dos cultos, sem um planejamento da liderança para que imediatamente o neófito na fé possa já caminhar com outros com mais maturidade, para que ele por meio do exemplo, da Palavra, da ambiência, introjete a mentalidade de ser igual a Cristo.

Contatos imediatos para crescer em Cristo. Tão fundamental e ao mesmo tempo às vezes tão pouco considerado em algumas congregações cristãs. O despertamento para esta prioridade deve acontecer logo porque Deus anseia que Seus filhos sejam de fato conformes à imagem de Seu próprio Filho. A Palavra diz que somos membros uns dos outros e devemos ter cuidado uns dos outros (1 Co 12.25). Isto proporcionará nosso crescimento uniforme conforme a vontade de Deus para nós.

Que Deus abençoe você neste dia. Tenhamos contato e cuidado uns dos outros para crescermos plenamente em Cristo, amém!

Nenhum comentário:

O Discípulo e as Bênçãos da Salvação

Das muitas, inumeráveis e abundantes reflexões que a Palavra de Deus proporciona a todos nós, discípulos de Cristo, está o que concerne...