sábado, 18 de setembro de 2010

Discípulo, cuidado com a doutrina dos saduceus e fariseus


No capítulo 16 do Evangelho de Mateus, versos 1 a 12, Jesus mais uma vez esteve em confronto com os saduceus e fariseus. E mais uma vez advertiu seus discípulos quanto aos ensinamentos daqueles. Chegaram à presença do Senhor e lhe pediram um sinal do céu (v.1). O texto diz que fizeram assim para para tentá-lo, para colocá-lo à prova. Mas o Senhor Jesus, desfez seus intentos com mais uma resposta onde denunciou-os como geração de maus e adúlteros homens e disse-lhes que o único sinal que teriam seria o sinal do profeta Jonas, a mesma resposta que dera a escribas e fariseus anteriormente (Mt 12.39,40). Assim como Jonas esteve três dias e três noites no ventre do grande peixe, assim Jesus estaria no seio da terra.

Isto demonstra como o Senhor tinha a intenção de demonstrar o real significado de Sua vinda ao mundo, para trazer com sua morte, sepultamento e ressurreição, a redenção ao ser humano (1Co 15.1-4). Mas o que queremos destacar, para que todo o discípulo de Jesus esteja precavido, é no tocante à doutrina de saduceus e fariseus aos quais deveríamos estar atentos também nos dias de hoje.

Os saduceus caracterizavam-se como racionalistas. Não criam no sobrenatural, na existência de anjos e espíritos e nem na ressurreição dos mortos (At 23.8). Os fariseus, ao contrário, eram os "ortodoxos" do Judaísmo pois aceitavam tudo que aqueles rejeitavam. Infelizmente, foram legalistas em sua atitude perante a Torá, a Palavra de Deus, valorizando muito mais as aparências exteriores, segundo sua interpretação da Lei e rejeitando a transformação interior que o Senhor requeria.

Precisamos como seguidores de Jesus, prestar muita atenção às tendências saduceistas e farisaistas em nosso contexto. Há aqueles que menosprezam quase que por completo o agir de Deus de forma inteiramente diversa ao que acostumou-se a crer. Não aceitam a possibilidade do milagre, dizem que creem em Deus, mas procuram viver sem depender dele, visto que pouco oram, pouco o buscam. Se a fé cristã que preconizam não se encaixar no molde racionalista a que se habituaram, descartam totalmente qualquer manifestação que ofenda seus pressupostos.

De outro lado, os farisaístas apresentam inicialmente uma aparente conformidade com os oráculos de Deus. Mas logo cai a máscara da religiosidade quando relativizam o poder de Deus e absolutizam sua própria teologia. Sendo assim, prendem os incautos em suas amarras doutrinais deixando descaradamente a Palavra de Deus do lado de fora da vida daquele que deseja sinceramente seguir a Cristo.

O discípulo genuíno de Jesus Cristo deve atentar para as advertências que seu Mestre lhe deixou no NT. Discernir com bastante acuidade, contando com a ajuda do Espírito Santo para não desvirtuar-se da real vontade de Deus como está exarada nas Escrituras.

Hoje, depara-se o seguidor de Cristo com esses reais perigos. Todavia, se procurar se soltar das amarras quer seja do saduceísmo ou do farisaísmo, ao voltar-se inteiramente para a Palavra de Deus, experimentará o que Jesus mesmo disse em João 7.17: "Se alguém quiser fazer a vontade de Deus, saberá se esse ensino é dele, ou se falo por mim mesmo" (Almeida Séc. 21).

Tenha cuidado pois, amado irmão e discípulo, com o fermento do saduceus e fariseus de hoje. Tenha uma postura bereana (At 17.11). Examine tudo criteriosamente à luz dos ensinamentos bíblicos. Não coma pelas mãos de outros tão somente, mas seja você mesmo um incansável perscrutador da Palavra de Deus.

Que o Senhor te abençoe muitíssimo nesta semana. Amém.

3 comentários:

DÃO caricaturas disse...

REALMENTE, PRECISAMOS TER UMA POSTURA DIANTE DE TANTOS ENSINOS QUE CHEGAM ATÉ NÓS,COMO A FAMOSA PROPOSTA QUE SÓ RECEBEMOS SE DARMOS,EXISTE UM SENTIDO NESSA PLAVRA,MAS MUITOS TEM BARGANHADO COM DEUS POR ESTA DANDO OUVIDO A VENTOS DE DOUTRINAS.AH OBRIGADO POR ME ADICIONAR NO BLOG TAMBÉM,.
QUANTO AO DESENHO FAÇO EM FOLHA A3 POR R$50,00 OK ABRAÇO.E A PAZ DE JESUS.

Observatório Teológico disse...

Obrigado irmão pelo comentário, voltaremos a nos falar breve, fica na paz!

Cicero Ramos

Eva2Barberan disse...

Olá Cicero muito bom o seu Blog!